Destinos

Destinos
Destinos

Dicas

Dicas
Dicas

Hotéis e Gastronomia

Hotéis e Gastronomia
Hotéis e Gastronomia

10 coisas para fazer na ilha de Kos, Grécia

praia-grecia-kosPraia na ilha de Kos, Grécia. Foto por Milena Beledelli.

Meus queridos(as) bem viajada(os)!

Primeiramente eu gostaria de me desculpar por não ter postado por tanto tempo! Eu estive de férias durante uma semana e assim que voltei tive muitos assuntos pendentes para tratar e infelizmente não sobrou muito tempo ao fim do dia para escrever aqui. Acredito que isso acontece com quase todos que não são blogueiros em tempo integral e precisam se dedicar à outro trabalho.

Enfim, estou de volta e hoje escrevo sobre minha primeira vez na Grécia! Estive com o meu marido na pequena ilha grega de Kos (com cerca de apenas 30.000 habitantes e 40km) para uma semana de puro relax. Como a Grécia está em crise no momento, decidimos visitá-la pelo baixo custo da viagem e também para aproveitar enquanto o país ainda faz parte da União Europeia (infelizmente acho que não ficará assim por muito tempo!). Posso dizer com toda certeza que foi um dos lugares mais lindos e surpreendentes que já conheci.

Sem mais tardar, eu deixo agora com vocês minha lista de 10 coisas para fazer em Kos, Grécia (em ordem aleatória):

1. Aproveitar o conforto de um resort


Nessa viagem fiquei hospedada em um resort pela primeira vez. O resort 4 estrelas chamado "Hotel Helona" era lindo e possuía diversas opções de conforto e lazer (incluindo 21 piscinas!). Quando você trabalha incansavelmente durante muito tempo, não há nada como um lugar paradisíaco em frente ao mar para fazer você relaxar. Além de aproveitar as piscinas, relaxamos em espreguiçadeiras exclusivas do resort na praia, jogamos tênis, aproveitamos o spa e o salão de beleza (minha sobrancelha estava pedindo socorro!) e nos deliciamos com o café-da-manhã na sacada com vista para o mar e com o jantar servindo o melhor da gastronomia grega. Kos possui diversos resorts e geralmente você consegue um bom desconto quando compra o vôo incluindo a hospedagem. A melhor área para resorts (por ter praia com areia e não pedras) é perto do vilarejo de Kardamena.
A Paradise Beach é a praia mais popular de Kos. Tem areia fofa e água cristalina que atrai não somente turistas mas também moradores da ilha. Em frente à Paradise Beach está localizado um bar com decoração tailandêsa que oferece lanches e bebidas. O milkshake de melancia é super doce e delicioso! Perto da Paradise Beach você encontra também outras praias incríveis, como a Magic Beach e a Camel Beach. 


3. Agradecer à Deus pela viagem na Agio Ioannis (ou outra igrejinha)



Como muita gente sabe, a Grécia tem diversas igrejinhas ortodoxas que são puro charme. Pintadas de azul e branco, as igrejas são super enfeitadas e ao mesmo tempo simples. Na Agio Ioannis você vê, além de uma igreja tipicamente grega, uma vista incrível que vai fazer você agradecer ainda mais por poder contemplar o momento. Um senhor que aparenta ter 90 anos tem um pequeno restaurante ao lado da Agio Ioannis se você quiser aproveitar a vista ainda mais relaxado.
Zia é mais um dos pequenos vilarejos de Kos. Em apenas uma rua é possível comprar artesanato local e comer em restaurantes com jardim de teto, que oferecem comida tipicamente grega como "gyros", salada grega e um doce de abóbora com mel produzido na própria ilha. Como recomendação de restaurante, eu indico o "Sunset", onde tudo é preparado com ingredientes frescos e o atendimento é ótimo. Também em Zia você pode visitar um parque que oferece redes para relaxar com vista para o mar e as montanhas.

5. Entrar em contato com sua espiritualidade em Therma

praia-termal-greciaA árvore enigmática na beira do abismo em Therma. Foto por Sebastian Manske.
praia-na-greciaAlgumas das várias cabras em Therma. Foto por Sebastian Manske.

Therma é a praia termal de Kos. Para chegar até lá você precisa caminhar montanha abaixo com cabras como suas companheiras de aventura. O lugar tem uma energia muito diferente e é visitado por hippies da ilha. No meio do caminho você vai encontrar rochas enormes além de uma árvore que fica "à beira do abismo", parecendo ser o objeto mais resistente do lugar. As águas termais são encontradas em um pequeno "poço" e a temperatura é tão quente que bolhas de fervura são visíveis em sua superfície. Eu não consegui colocar mais que os pés por apenas alguns minutos antes de sentir como se meu corpo estivesse fervendo, mas algumas pessoas estavam completamente imersas na água. O único lado ruim de Therma é o cheiro de enxofre que vem da água termal. 


6. Visitar a cidade de Kos e o seu porto
restaurante-gregoÁrea de restaurantes em Kos. Foto por Milena Beledelli.
flores-na-greciaFlores típicas da Grécia. Foto por Milena Beledelli.
porto-de-kosPorto de Kos. Foto por Sebastian Manske.
porto-de-kos-greciaPorto de Kos visto de um barco. Foto por Sebastian Manske.

A cidade de Kos é a principal da ilha e possui a maior concentração de lojinhas do local. Nessas lojas você encontra principalmente artesanato e azeite de oliva, mel e produtos de beleza preparados com ingredientes naturais. Diferentemente de outros lugares turísticos, Kos possui preços acessíveis e não aumenta valores devido à alta temporada. Aproveite também para fazer pedicure com peixinhos que comem a cutícula, além de engraçado é relaxante como uma massagem. O porto de Kos também é lindo, com grandes palmeiras e diversos restaurantes. 

7. Sentir a história grega em Asklepion


ruinas-greciaAsklepion em Kos. Foto por Sebastian Manske.
grecia-historiaMe sentindo pequena no Asklepion. Foto por Sebastian Manske.

Asklepion é o atrativo mais importante de Kos e consiste de três terraços onde por volta de 3 a.C. era praticada a medicina (Asclepius é o deus grego da medicina). O lugar possui o que restou de templos, altares e salas de banhos termais utilizadas para o tratamento de pacientes. Infelizmente pouco da estrutura original ainda existe no lugar, mas a vista do topo das escadarias é de tirar o fôlego! Do lado de fora do atrativo é possível ver diversos gatos - a Grécia é famosa por seus milhares de gatos de rua - que são mantidos pela administração local. O valor da entrada no Asklepion é de 3€ por pessoa.

8. Visitar o vulcão de Nysiros


comida-gregaComida típica da ilha de Nysiros com o mosteiro ao fundo. Foto por Milena Beledelli.
restaurante-gregoRelax em Nysiros. Foto por Sebastian Manske.
vulcao-grego-nysirosVulcao de Nysiros. Foto por Sebastian Manske.
vulcao-ativo-grecia"Entre à próprio risco". Foto por Milena Beledelli.
vulcao-ativo-greciaVulcao de Nysiros. Foto por Sebastian Manske.

Ao sul do mar Egeu está Nysiros, uma pequena ilha grega conhecida por ter um vulcão ativo e o mosteiro de Panagia Spiliani, um dos mais conhecidos da Grécia. O mosteiro localizado no vilarejo de Mandraki (principal da ilha de Nysiros) foi construído dentro de uma caverna e celebra no mês de Agosto uma importante festa religiosa. O vulcão de Nysiros é o principal atrativo turístico do lugar e teve sua última erupção em 1888. Atualmente é possível entrar na maior caldeira do vulcão (3€ por pessoa), chamada "Stefanos", onde é possível ver rachaduras no chão e rochas, além de fumaça saindo do solo que possui uma coloração amarelada devido ao enxofre. A temperatura das pequenas crateras dentro da caldeira é de aproximadamente 103 °C, o que faz com que a entrada no local seja "a próprio risco". No nosso passeio ao local, a guia nos pediu muito cuidado já que durante seus anos de trabalho duas pessoas já haviam aberto novas crateras e tiveram queimaduras graves nas pernas e pés. As atividades tectônicas em Nysiros acontecem frequentemente (em nível leve) e vão da ilha até Kos. Nysiros é imperdível!

Pouca gente sabe que Bodrum, o lugar considerado como "a Cannes Turca" fica apenas 1 hora longe de Kos de barco. É claro que decidimos conhecer mais um país durante nossa viagem além de um novo continente, já que Bodrum fica no lado asiático da Turquia. Em Bodrum é possível ver um pouco da cultura turca, com um bazar gigante, homens passando com bandejas de chá, pessoas fumando narguile e, é claro, muitos restaurantes servindo "Kabap" ou "Donner". Como brasileira fiquei esperando um carimbo no meu passaporte por entrar não só em um novo país, mas ainda em um novo continente, porém o único carimbo que ganhei foi no meu bilhete do barco. Quando consultei o policial no porto, me falou que não é necessário. O lado chato de Bodrum é que as pessoas tentam o tempo todo fazer com que você compre algo ou entre em seus restaurantes. Se você comprar algo no bazar, não esqueça de negociar já que a cultura turca é acostumada a negociações antes da venda.

Além de todo o conforto que eu já mencionei sobre o nosso resort, são oferecidos também esportes aquáticos como passeios de caiaque, barco à vela e o meu preferido: stand up paddling (SUP). Eu sempre quis experimentar o SUP mas nunca tive tempo. Em Kos decidi que finalmente daria uma chance a um dos esportes mais populares dos últimos anos. Alugamos uma prancha (15€ para 30 min) e nos divertimos muito. No começo foi um pouco difícil encontrar o equilíbrio, mas depois eu não queria mais voltar! Nas águas cristalinas de Kos a experiência fica ainda melhor.

Dicas:
  • Brasileiros são isentos de visto para turismo na Grécia e Turquia por um período de até 90 dias.
  • Para visitar a ilha toda de Kos, alugue um carro para 2 dias. O aluguel de um carro simples custa por volta de 35€ por dia e a gasolina é super cara, mas como a ilha toda tem apenas 40km você não vai precisar abastecer muitas vezes.
  • A viagem de Kardamena à Nysiros custa 30€ por pessoa (ida e volta) e de Kos à Bodrum custa 35€ por pessoa (também ida e volta).
  • Em uma das 3 principais ruas do bazar em Bodrum você encontra uma confeitaria chamada "Yunuslar" com doces divinos! Comi um doce de morango e depois voltei ao lugar para comprar mais doces para levar. :-)
No meu Instagram (@mibeledelli) você encontra mais fotos da Grécia.
Boa semana à todos!

3 comentários

  1. Boa noite e parabéns, amiga Milena, pelo bem explicado texto e "matou" a minha curiosidade sobre essa pequena e bela ilha, a qual, lamento reconhecer, não irei conhecer pessoalmente. Portanto, viajei em suas palavras.
    Desde Jaguarão, Rio Grande do Sul, fronteira com o Uruguay, um grato e fraternal abraço!
    Lino Marques Cardoso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lino,
      Muito obrigado pelas palavras e eu fico muito feliz em saber que ajudei a matar sua curiosidade hehe
      Um abraço de Osnabrück, Alemanha
      Milena

      Excluir
    2. Novamente, obrigado, Milena, e boa sorte no teu trilhar e nas próximas viagens!
      Um fraternal abraço e até qualquer hora, se Deus quiser.

      Lino

      Excluir