Destinos

Destinos
Destinos

Dicas

Dicas
Dicas

Hotéis e Gastronomia

Hotéis e Gastronomia
Hotéis e Gastronomia

Explorando a ilha de Rømø, Dinamarca

Tradicionalmente eu tiro um dia de folga todo ano no meu aniversário, 1 de junho. Quarta-feira passada não foi diferente: o Sebastian pediu que eu também tirasse folga na quinta e na sexta por que iríamos para algum lugar surpresa como parte da celebração.

Saímos (eu, o Sebastian, a Stella e os meus pais que estão nos visitando!) de Osnabrück de manhã, fizemos uma parada para almoço em Hamburgo e depois pegamos a estrada novamente até o lugar surpresa: a ilha de Rømø na Dinamarca.

Eu fiquei super feliz por estar visitando a Dinamarca de novo mas não tinha nem idéia de o que era Rømø. Logo que chegamos percebi que o lugar era fisicamente - acessível por uma única estrada ou de barco - e literalmente uma ilha! Super tranquilo e cercado de belas paisagens naturais, parecia quase inabitado. Era tudo que eu estava precisando: um "retiro espiritual" de todo o tipo de estress causado pela rotina.



Nos hospedamos em um hotel fazenda perto da praia e no outro dia de manhã, depois de um delicioso café-da-manhã, começamos a explorar a ilha. Fomos de carro até o porto onde alguns outros turistas estavam, e também um ou dois barcos. Mais tarde nos dirigimos até uma praia conhecida por ter uma enorme faixa de areia. Enorme!



Lá aproveitamos para caminhar e também para fazer algo super divertido: andar de blokart, um carrinho que permite que você veleje na areia com a única condição de que esteja ventando, obviamente. O passeio de meia hora em um blokart custa 20€.



Mais tarde no mesmo dia eu ganhei mais um super presente de aniversário: uma cavalgada de 2 horas para ver o pôr-do-sol na praia com cavalos islandeses, que são famosos em Rømø.

Chegamos no Haras e depois de conversar com a gerente do local ela sugeriu quais dos 120 cavalos seriam melhor para a cavalgada de acordo com a nossa experiência e altura. Eu ja andei algumas vezes a cavalo mas em Rømø aprendi como encilhar e preparar o cavalo antes de montar.

Minha égua, chamada Silja (lê-se Silia), é conhecida por ter um jeito particular: por ter as pernas mais curtas que os outros cavalos ela mistura sua marcha entre caminhadas, trote e galope, mesmo quando os outros cavalos andam somente à trote. O cavalo do Sebastian, chamado Vikingur (Viking em Dinamarquês) é conhecido por ser o mais forte dos cavalos do grupo mas também o mais lento, o que nos fez rir muito ao saber que ele é geralmente montado por "cavaleiros nervosos e homens imensos" segundo a gerente do Haras.


Começamos a cavalgada as 19:30 depois de preparar os cavalos e iniciamos por um caminho em meio à uma floresta, onde um pequeno cervo passeava tranquilamente. O cavalo da gerente do Haras se assustou um pouco, mas como o meu cavalo e do Sebastian vinham um pouco mais atrás, simplesmente pararam e esperaram o cervo sair do caminho.


Testamos os diferentes tipos de andamento dos cavalos, que além da caminhada, trote e galope também realizam o tölt e o skeið, andamentos que somente cavalos islandeses são capazes de realizar. Sinceramente eu "não curti" muito o tölt já que não tenho tanta experiência e achei que parecia ser um trote super rápido onde eu não tinha controle algum. Mas é claro que tudo deu certo e quando eu me sentia desconfortável eu simplesmente comandava à Silja o galope em vez do tölt. O skeið é um passo utilizado em corridas e por isso não o testamos devido ao nosso nível baixo de experiência.

Com o passar do tempo chegamos até a praia onde o sol estava começando a se pôr (o que no verão Europeu acontece bem tarde, por volta das 21:00). Fizemos uma pequena pausa para fotos e então voltamos ao Haras onde passamos mais um tempinho com os cavalos antes de levá-los de volta ao campo às 22:00. O passeio todo custa 50€ por pessoa.


Rømø é uma ilha para aqueles que querem pausar o tempo e lembrar do que realmente importa na vida: a natureza e o tempo gasto com as pessoas que amamos.

2 comentários

  1. Achei uma graça os cavalinhos, e acredito que deva ter recarregado as baterias pra voltar a rotina diária. Como sempre, uma excelente ideia. beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, eles são uns amores! Deu pra descansar bastante! Beijo

      Excluir